PF divulga perfil de vítimas do tráfico de pessoas no mundo


PF divulga perfil de vítimas do tráfico de pessoas no mundo

Elas têm entre 18 e 30 anos, são afro-descendentes, mães solteiras, tem baixa escolaridade, histórico de prostituição e de violência doméstica. Este é o perfil das mulheres que vão para outros países com promessas de empregos e acabam servindo à rede de tráfico de pessoas para a prostituição.

Atualmente 75 mil brasileiras vivem entre Espanha, Portugal, Itália, Suíça, Venezuela, Suriname, Guiana Francesa, Guiana Inglesa e Holanda nessas condições. Os dados são do Serviço de Repressão ao Trabalho Forçado (Setraf) da Polícia Federal (PF), divulgados durante o seminário Saúde, Migração e Tráfico de Mulheres: o que o SUS deve saber, ocorrido na quarta-feira (01/09). O levantamento é resultado de um estudo da PF que agrupa dados de pesquisas sobre o tema no Brasil.

E, pasmem, os aliciadores do tráfico são mulheres, ex-vítimas de exploração sexual, com mais de 30 anos e casadas ou em regime de união estável. De acordo com o levantamento, os criminosos podem lucrar até US$ 30 mil por vítima.

“Essa representação nos permite identificar quem pode ser vulnerável a esse tipo de situação e nos ajuda muito nas investigações”, disse a delegada Paula Dora, chefe do Setraf. 

De 2004 a 2009, a Federal desencadeou 52 operações que resultaram em 90 prisões de pessoas que faziam tráfico humano. “Se dessem dignidade para essas mulheres, elas não se aventurariam para outro país atrás de melhores oportunidades. São vítimas e não criminosas”. O estudo aponta que grande parte das vítimas moravan em Minas Gerais, Goiás, Rio de Janeiro e São Paulo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s