Um Travesseiro Para Dois

Eu falo de gostar de alguém, gostando assim de verdade, sabe? Não gostando por ocasião, algo do tipo: “Ah que vontade de dar uns beijos”, ou, “Estou com vontade de ter uma noite frenética na cama com alguém”, aí você vai lá, posta “que tédio” em todos os lugares, procura alguns nomes e o primeiro que aceitar você se satisfaz. Isso não é gostar, isso é saciar, isso é calar. E é algo pelo qual todos nós passamos, é normal mas não é gostar de alguém.

Quando a gente gosta de verdade, abrimos mão das possibilidades e nos esforçamos por uma só vontade: a de fazer alguém feliz.

Ser reconhecido por tentar fazer alguém feliz é fácil, difícil mesmo é reconhecer quem tenta fazer a gente feliz, quem se esforça pelo nosso bem, quem nos convence de que tudo o que quer da gente é um sorriso nosso.
E vocês…

View original post mais 749 palavras

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s